Estou sentado há cinco minutos olhando para o bico da minha bota. Apesar de ser um modelo novo, comprado em uma promoção, ela ja está bastante gasta e detonada em sua ponta. Provavelmente dos chutes dados na parte inferior da mesa.

No mesmo instante em que analiso o estrago que fiz no calçado, percebo que o mesmo acontece em minha vida.

Noites mal dormidas, refeições rápidas e comidas baratas, sem exercício físico e um consumo deliberado de cerveja e destilados.

Vivemos uma era em que o tempo parece passar mais rápido, desrespeitando a velocidade das horas, minutos e segundos do ponteiro instalado à parede. Aliás, relógio que ficou desligado por alguns meses, afinal a rotina tomou tempo e permitiu o esquecimento de que a pilha acabara em algum instante cujo fui incapaz de perceber.

O maior problema das horas passarem rapidamente é que costumamos acelerar nossas vidas. Corremos, mas não uma maratona, corremos com coisas simples, como pegar um ônibus ou mesmo aquele banho que anos atrás levava 10 minutos, agora leva cinco.

Escovamos os dentes , fazendo outras tantas coisas.

Lemos livros, enquanto caminhamos. Respondemos uma mensagem entre uma garfada e outra na refeição. Fazemos muito e ao mesmo tempo desfrutamos pouco. Paradoxo nocivo.

Nem transar com calma transamos. Realizamos de forma rapida, pensando a proxima coisa que faremos.

As mensagens chegam e começamos a responder sem o outro concluir o raciocínio.

Encontramos a nossa própria matrix através de uma tela de cinco polegadas, a qual nos conectamos, nos esquecemos e nos deixamos levar pela futilidade, talvez a maior beleza que a rotina nos permita viver.

Dia após dia, ano após ano, década após década, apenas passa e prestamos menos atenção do que na última temporada daquela série favorita que você trocou o televisor e sofá de casa, pelo assento duro e a tela recheada de notificações diárias.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: