Créditos @ojcfilho

Algumas vezes eu sinto certo desespero de viver em São Paulo. Estou aqui há muito tempo, mas cada vez mais acho insano esse ritmo.

Já faz um tempo que percebo que minha dinâmica é outra. Como se eu estivesse com o pé no freio, ou apenas desfrutando cada segundo.

As pessoas vivem correndo.
Se o limite de velocidade é 50, as pessoas andam a 70 ou 80, reduzindo somente nos radares. Radares: os tais ladroes, certo?

Quem pega transporte público, também vive essa velocidade desenfreada. Ou o pedestre que corre para atravessar o semáforo, antes que ele fique vermelho.

A sensação é de que as pessoas vivem presas em um atraso ao qual nunca conseguirão recuperar, mesmo comendo rápido, escovando os dentes rápido, transando rápido, banhando-se rápido, dormindo pouco, correndo para o escritório, bebendo a cerveja com pressa, rezando o terço em tempo recorde.

E sabe o que é pior? Cada segundo tem exatamente o mesmo valor que o anterior. Apenas muda o significado e o significado depende da forma como você vive.

Isso me sufoca, ou talvez seja apenas eu, que estou me sentindo mais velho.

O que vocês acham?

um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s