Crédito: Foter.com

Não é hábito meu fazer listas. Sempre tive dificuldade em encurtar uma relação de coisas que gosto e/ ou me fazem sentido.

Mas um dia desses, sexta-feira, uns 37 graus de temperatura, trem lotado em SP lotado. O suor descia pelo meu rosto. O momento era de puro caos compartilhado entre milhares de trabalhadores.

De repente, no Spotify tocou uma determinada música e aquilo me aliviou o momento, como se fosse mágica, eu mudei meu astral, da mesma maneira que fosse um banho gelado ou mesmo, sentado em um bar, dando a primeira golada em uma cerveja extremamente gelada.

Essa música foi Something Human, da banda Muse. Quem me conhece, sabe que eu gosto muito do trabalho dos caras. Eu já estive em dois shows aqui no Brasil.

Sempre quando eu ouço alguma música, gosto de saber o que há por trás dela, qualquer curiosidade que seja. Não sei se herdei isso dos tempos que eu tinha banda ou porque sou curioso mesmo. Talvez seja um pouco de cada.

Por acaso, se tratava de uma música lançada em 2018, e então eu comecei a pensar: quais foram as músicas que fizeram um puta sentido na minha vida em 2018? Seja porque eu gosto do som ou porque, em alguma ocasião, simplesmente substituiu o gole de cerveja, me propondo uma leve viagem, em tele transporte, daquele rolê que estava desgostoso.

E disso, surgiu esse top 5. E é importante deixar claro, que é sobre canções que eu gosto e que de certa maneira fizeram algum sentido para mim, cada uma por um motivo diferente, que vou contar logo em seguida.

Something Human — Muse

Matt Bellamy — líder do Muse

Nada mais justo do que começar pela música citada acima.

Vendo toda essa transformação em vários mercados, e também na nossa maneira de consumo, eu não poderia deixar de destacar algo do último álbum do Muse. Antes de chegar ao físico em si, eles foram disponibilizando seus singles desde 2017, em plataformas online. incluindo em seus shows. E mesmo quando lançado, não tirou o brilho do compacto ou do vinil. A meta desafiadora da banda é lançar um videoclipe para cada uma das 11 faixas que fazem parte do oitavo álbum dos caras.

This is America — Childish Gambino

A música, o videoclipe, a coreografia e até a roupa de Donald Glover foram capazes de derrubar a internet. Acredito que foi o momento mais chocante para todo mundo na música em 2018 (mas por favor, me corrijam se eu estiver enganado).

Me recordo que na época, após umas 30 reproduções seguidas, algumas referências interpretadas, me vi na necessidade de procurar algo detalhadamente sobre o vídeo e achei explicações de até 30 minutos na internet.

Alguma das referências que relacionam ao videoclipe de This is America

Não cabe a mim explicar novamente o vídeo ou a música, mas detalhes mais ricos podem ser encontrados aqui.

Inácio da Catingueira — EMICIDA

Emicida 

O interessante de aplicativos de streaming é que eles montam playlists baseadas no que você ouve, e dessa maneira, muitas coisas não passam despercebidas, quando você ouve do RAP ao Rock, passando pelo samba e música clássica.

Inácio da Catingueira foi escravo, poeta e repentista. Através da poesia, da música e seu pandeiro, construiu a sua defesa e foi um marco na história, que foi relembrada pelo Emicida em 2018. E foi uma grande surpresa, da qual ele ainda aproveitou para “cutucar” o Lobão em determinado trecho da letra.

Boca de Lobo — Criolo

Cena de ‘Boca de Lobo’, novo clipe do rapper Criolo, que alude a protestos recentes no Brasil Reprodução/YouTube

Confesso que fui mais uma pessoa que conheceu Criolo apenas após o sucesso “Não existe amor em SP”.

Àquela música causou um forte impacto quando foi lançada, daí em diante aproveitei para surfar pelo álbum Nó na orelha, que era incrível. Não tanto quanto a história de vida desse cara. Só para ter uma degustação, ele cursou o Ensino médio com a sua mãe, Maria Vilani, que hoje é Filósofa e professora, que lançou um livro. Só de reler sobre a história dela novamente, já fico sem fôlego de tão incrível que é.

2018 talvez tenha sido um dos anos mais conturbados que eu acompanhei em 30 anos, por conta de tudo que vem ocorrendo no Brasil nos últimos tempos, e Criolo, com a sua mastreia e pontualidade, não deixou passar em branco com a música e videoclipe Boca de Lobo.

Com uma crítica fortíssima à política brasileira, ao voto binário ao qual nos sujeitamos, à corrupção, sucateamento do sistema público e o quanto iremos sofrer num futuro próximo diante disso tudo.

Elza Soares, em dose dupla

Para fechar essa lista, seria impossível não contar com Elza Soares. E com ela, teve que ser dobradinha, pois é fora de série. E ficou difícil decidir por apenas uma.

O Tempo não pára— versão relançada pela Elza Soares merecia destaque nessa lista, pois ela é marcante, como toda a trajetória de Elza Soares. E mesmo sendo uma releitura, ela é tão maravilhosa quanto a original. O clima da música passa uma sensação de suspense, quase que obrigando ao ouvinte, que acompanhe cada segundo da música, de maneira minuciosa.

Deus há de ser é a outra música que fecha essa lista, como um manifesto experimental, repleto de rock, psicodelia e música eletrônica, como diria o Rômulo Mendonça, “é um convite ao prazer” ouvir essa canção. É uma música que realça o empoderamento feminino, que se faz cada vez mais necessário ser presente.

Crédito: http://erickbadanai.com.br/

Tá, e cadê os links?

Me perdoem os preguiçosos, mas não quis correr risco de inserir os links do YouTube aqui, por conta de direitos autorais. 

Crédito: Stephen Douglas on Foter.com / CC BY-SA

Mas vale o acesso aí no seu serviço de streaming de música ou mesmo no Youtube. Aliás recomendo fortemente o acesso aos vídeos, pois são impressionantes.

Deixo aqui a playlist no Spotify com as músicas. A minha preferida é a Boca de Lobo.

Em tempo, também tem a playlist com 365 músicas no ano de 2018. Confira aqui !

E vocês, fizeram alguma lista das músicas mais legais que te acompanharam ao longo desse longo 2018?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s